Internet Via Satélite – Como Funciona?


O acesso à Internet via satélite permite chegar a lugares onde normalmente a rede de telefonia pública, adsl e a de tv a cabo não chegam. Com isso as possibilidades de uso desse acesso são infinitas.

O custo geralmente é um pouco mais elevado que uma solução de Internet terrestre porém esse custo tem diminuído com o passar dos anos devido ao aumento do número de usuários e também devido à evolução das tecnologias.

O tamanho da antena, dentre outros fatores de projeto, irá definir a potência máxima com a qual o sinal irá chega na outra ponta do link entre a estação central de acesso e o ponto remoto. Os tamanhos de antenas mais usados para serviços de acesso à Internet no ponto remoto são os tamanhos de 0.96m, 0.98m, 1.2m e 1.8m que são definidas de acordo com a tecnologia e localização do link de acesso.

O ponto central também chamado de teleporto ou hub satelital é onde se concentram todos os equipamentos responsáveis pelo funcionamento do sistema. A antena do teleporto é bem maior que a antena do lado remoto onde está a VSAT. Geralmente é uma antena com raio maior que 6 metros que devido aos seu tamanho e peso já necessita de um sistema de sustentação e apontamento bem mais caro que a simples base onde são instaladas as remotas também conhecidas como VSATs – do inglês Very Smal Aperture Terminal.

A hub satelital é o ponto com o qual todas as vsats se comunicam e é também o ponto que deverá prover saída à Internet para todas essas VSATs. Portanto é necessário que a hub tenha um ou mais links terrestres conectados ao backbone de internet. Esses links devem ser de alta capacidade para que todo esse tráfego solicitado pelas VSATs possa fluir de volta com as informação buscadas na Internet com a velocidade do link contrato. Os links de alta capacidade que chegam à hub vêem através de fibra ótica e possuem redundância para evitar interrupção no serviço.

Com isso podemos ter uma breve idéia do que é o serviço satelital.





Desenvolvido por